top of page
  • Foto do escritorBe Value

TAXA DE MORTALIDADE HOSPITALAR, É UM BOM INDICADOR DE DESFECHO CLÍNICO?

O tema de Saúde baseada em valor gera muitas dúvidas. Uma dúvida frequente dos profissionais que começam a trabalhar com essa estratégia é se a mensuração de qualquer indicador de desfecho clínico é capaz de gerar valor ao paciente. A resposta para essa pergunta é não, nem todo o indicador de desfecho clínico auxilia na entrega de valor ao paciente.


Eu vou exemplificar utilizando a taxa de mortalidade geral hospitalar. É um indicador amplamente utilizado mas que gera pouco ou nenhum valor.


Mas por que isso acontece?


Existem várias características que um bom indicador de desfecho clínico deve ter. Quando falo em bom indicador de desfecho clínico, estou falando daquele indicador que vai auxiliar o gestor a melhorar a entrega de valor ao paciente.


Uma dessas características é que o indicador deve estar relacionado a uma patologia (ou condição de saúde). Percebam que a taxa de mortalidade hospitalar por si só não guia o gestor para as melhorias que devem ser feitas, as inovações que devem ser implementadas, nem gera aprendizado. Estas questões são pontos fundamentais para gerar valor.


Já a taxa de mortalidade nos pacientes com diagnóstico de Infarto agudo do miocárdio já é um indicador que, dependendo de outras características, tem um potencial maior de gerar valor.


Um outro ponto que é uma desvantagem da taxa de mortalidade hospitalar quando falamos em Valor, é o fato de ela ser hospitalar. Você já pensou que o paciente pode sair bem do hospital e ir a óbito alguns dias após a alta? Isto é um reflexo direto da assistência prestada, portanto, o desfecho extra-hospitalar é tão importante quanto o intra-hospitalar.


Bom, eu dei este pequeno exemplo só para mostrar o quanto é importante a escolha dos indicadores adequados de desfechos para o sucesso da implementação de iniciativas focadas em gera valor para o paciente. Espero ter esclarecido essa dúvida!


97 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page